18/04 Dia Nacional do Livro Infantil

Você sabia que no dia 18 de abril é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil? A data não foi escolhida ao acaso: trata-se de uma justa homenagem a Monteiro Lobato, escritor que, como poucos, dedicou-se à literatura infantil no Brasil.

O Dia Nacional do Livro Infantil foi instituído em 2002, ano em que foi criada a Lei 10.402/02, registrando a data de nascimento de Monteiro Lobato como o dia oficial da literatura infantojuvenil. Escritor vinculado ao Pré-Modernismo brasileiro que contribuiu com obras célebres para o público adulto, Lobato deixou também um enorme legado para a literatura infantojuvenil, já que mais da metade de seus livros era dedicada a esse público. Sua primeira história infantil, A menina do narizinho arrebitado, foi publicada em 1920, e o sucesso do livro fez com que outros tantos surgissem, imortalizando as personagens Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Tia Nastácia, Emília, o Visconde de Sabugosa, entre outros, que posteriormente seriam eternizados no famoso programa de TV produzido no final dos anos 1970 até meados dos anos de 1980 e retomado no final dos anos de 1990 até meados dos anos 2000.

Recorrentes nos livros de Monteiro Lobato, as personagens moradoras do Sítio do Picapau Amarelo ficaram eternizadas em nossa literatura
Recorrentes nos livros de Monteiro Lobato, as personagens moradoras do Sítio do Picapau Amarelo ficaram eternizadas em nossa literatura.

Monteiro Lobato foi o primeiro escritor da literatura infantojuvenil a perceber a necessidade de inserir nas histórias para as crianças e os jovens elementos da cultura nacional, como os costumes do povo do interior e as lendas de nosso folclore. Fez isso de maneira única, combinando a identidade brasileira aos elementos da literatura universal, como a mitologia grega. Foi também o precursor da literatura paradidática, cuja principal característica é permitir que a criança aprenda enquanto brinca e lê.

Nascido em Taubaté, estado de São Paulo, no dia 18 de abril de 1882, Monteiro Lobato transformou-se em “gás inteligente” — definição bem-humorada que costumava dar à morte — no dia 04 de julho de 1948. Durante seus 66 anos de vida contribuiu intensamente para a literatura brasileira, transformando-se em referência no assunto. Para celebrar o dia da literatura infantojuvenil, escolha um dos vários títulos de Lobato e boa leitura!

Títulos da literatura infantojuvenil de Monteiro Lobato:

1 – Reinações de Narizinho;

2 – Viagem ao céu e O Saci;

3 – Caçadas de Pedrinho e Hans Staden;

4 – História do mundo para as crianças;

5 – Memórias da Emília e Peter Pan;

6 – Emília no país da gramática e Aritmética da Emília;

7 – Geografia de Dona Benta;

8 – Serões de Dona Benta e História das invenções;

9 – D. Quixote das crianças;

10 – O poço do Visconde;

11 – Histórias de tia Nastácia;

12 – O Picapau Amarelo e A reforma da natureza;

13 – O Minotauro;

14 – A chave do tamanho;

15 – Fábulas;

16 – Os doze trabalhos de Hércules (1º tomo);

17 – Os doze trabalhos de Hércules (2º tomo).

540032_348840875242203_2144072017_n

07 de Abril Dia Mundial da Saúde

O Dia Mundial da Saúde é celebrado anualmente em 7 de abril.

O principal objetivo desta data é conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para ter uma melhor qualidade de vida.

Anualmente, o Dia Mundial da Saúde é destinado a discutir um tema específico que representa uma prioridade na agenda internacional da Organização Mundial da Saúde – OMS.

Em 2017, o tema do Dia Mundial da Saúde será a Depressão. Nesta ocasião, o lema oficial do evento será Let’s Talk (“Vamos Conversar”, em português), que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a necessidade de ter conhecimentos que ajudam a prevenir esta doença, que pode trazer diversas consequências graves.

Todos os assuntos debatidos durante o Dia Mundial da Saúde são prolongados ao longo de todo o ano, através de atividades e palestras instrutivas e educacionais, por exemplo.

No Brasil, o debate de melhores condições de saúde também é pauta de outras datas especiais, como o Dia Nacional da Saúde (5 de agosto) e o Dia da Saúde e Nutrição (31 de março).

Equipe Pirim Plin Plin

diamundialsaúdemundo

Como ajudar a criança a ler com fluidez

Vai aí dicas importantes!

dicas-para-que-as-crianas-aprendam-a-ler

Lemos para compreender e de nada nos serve ler muito rápido se não entendermos o que estamos lendo. Também é certo que ler com muita lentidão pode ser chato e dificultar a compreensão. Por isso, dizemos que um leitor eficaz é o que lê com fluidez adequada ao texto que tem à sua frente, e compreendendo o que está lendo.

Se você quiser incentivar ao seu filho para que aprenda a ler de forma fluida, entendendo o que lê, aqui você tem alguns conselhos.

 

dicas-para-que-as-crianças-aprendam-a-ler A

Existem diferentes fatores que vão determinar a fluidez e o nível de compreensão da leitura para cada criança:

1. As características próprias de cada criança: idade, personalidade, interesses: Devemos potencializar, estimular e aproveitar ao máximo as capacidades dos nossos filhos, seus pontos fortes e ao mesmo tempo oferecer-lhes leituras adequadas e cativantes para eles. Tente fazer com que seus filhos leiam todos os dias um pouco. Dessa maneira irão criando um hábito de leitura.

2. O método de ensino: É fundamental que o método de ensino da leitura que se esteja utilizando em cada momento seja gostoso, estimulante e motivador para a criança e para quem ensina.

3. O ambiente familiar e escolar: Geralmente as crianças que estão acostumadas a ouvir contos dos pais desde pequenas, ou que pertençam a famílias que gostem de ler, como pais e irmãos que lêem com frequência, podem se converter em melhores leitores. É bom que vejam como seus pais e irmãos se divertem lendo e, além disso, comentam o que estão lendo.

O uso abusivo da televisão ou dos videogames pode influenciar negativamente a leitura, já que sobra pouco tempo para ler e porque acaba recebendo passivamente a informação que sai de uma tela e fica mais cômodo do que ler. Acabam se tornando crianças conformistas.

4. A apresentação e o conteúdo das leituras: o argumento, as ilustrações, o tipo de letra e o assunto devem ser de acordo com a etapa leitora de cada criança. Hoje em dia dispomos de muitos livros em diferentes formatos entre os que podemos escolher dentre os quais podemos escolher os mais adequados para cada pessoa. O querer ler e fazê-lo habitualmente depende das capacidades e gostos do leitor, mas também de um modo notável da leitura que é oferecida à criança.

O ideal é oferecer uma leitura em que tanto a apresentação como o conteúdo sejam os mais atrativos, interessantes e adequados à capacidade, interesse e necessidades de cada criança. Por isso, é muito importante levarmos em conta os seus interesses e preferências.

5. Leve a criança a uma biblioteca pública: É interessante ter bons livros em casa, mas também a biblioteca pública é um lugar ideal e que nos oferece a oportunidade de buscar livros de todo tipo. À medida que a criança vai desenvolvendo seus interesses e preferências terão mais interesse em escolher seus próprios livros. Não devemos nos esquecer de criar nossos próprios contos, ajudados pelas novas tecnologias. Existem numerosas aplicações informáticas criadas para esse fim.

6. Potencializar a capacidade de compreensão da leitura: Quando lemos um livro ou um conto, podemos fazer uma leitura conjunta do mesmo. Primeiro a gente lê um parágrafo e contamos com nossas palavras o que lemos, e em seguida nosso filho lerá outro parágrafo e fará o mesmo. Será muito mais interessante e divertido se fizermos com dramatismo, dando ênfase nas vozes dos personagens, no ritmo e na melodia.

David González Montero

 

Depoimento Mãe Matheus Jardim III

Nosso muito obrigada a todos os Pais/Responsáveis dos Formandos 2016 pelo tamanho carinho e pelos e-mail’s que como este da Michelle nos emocionaram tanto.

Sonhos estes nos dão, o que a dura realidade nos nega, não nos ajuda a amenizar a dor de uma despedida.
Foram lindos cinco anos juntos a dor da partida, a dor da despedida, a incerteza do que esta por vir, momentos esses que dói ao serem lembrados, mas jamais serão esquecidos.

Equipe Pirim Plin Plin.

carta-michelle

Tudo que eu realmente preciso saber sobre a vida…

Para reflexão…

Tudo que eu realmente preciso saber sobre a vida… como ser…. aprendi no jardim da infância.

Não foi na universidade nem na pós-graduação que eu encontrei a verdadeira sabedoria, e sim no recreio do jardim da infância.
Compartilhar, brincar dentro das regras, não bater nos outros, colocar as coisas de volta no lugar, limpar a própria sujeira, não pegar o que não é meu, pedir desculpas quando machucava alguém, lavar as mãos antes de comer, puxar a descarga do banheiro.

Também descobri que café com leite é gostoso, que uma vida equilibrada é saudável e que pensar um pouco, aprender um pouco, desenhar, pintar, dançar, planejar e trabalhar todos os dias, nos faz muito bem.
Tirar uma soneca à tarde, tomar muito cuidado com o trânsito, segurar as mãos de alguém e ficar juntos, são boas formas de enfrentar o mundo.

Prestar atenção em todas as maravilhas e lembrar da pequena semente que, um dia, plantamos em um copo de plástico. As raízes iam para baixo e as folhas iam para cima, mas ninguém realmente sabia nem porquê. Mas nós somos assim!

Peixinhos dourados, ratinhos brancos; e até mesmo a pequena semente do copo de plástico, tudo morre um dia. E nós também.

Tudo que você realmente precisa saber esta aí. Faça aos outros aquilo que você gostaria que fizessem para você…
Amor, higiene básica, ecologia e política contribuem para uma vida saudável.

Penso que tudo seria melhor se todos nós, o mundo inteiro, tomássemos café com leite todas as tardes e descansássemos um pouquinho abraçados a um travesseiro.
E ainda é verdade que, seja qual for a idade, o melhor é darmos as mãos e ficarmos juntos!

Texto de Robert Fulghum (tradução de Ernesto H. Simon)

A arte de escutar, observar e reproduzir.

A arte de escutar, observar e reproduzir, propicia a criança, a dar início à coordenação das expressões partindo da composição do seu mundo, por meio da percepção. A criança, por meio do fazer, reordena elementos extraídos da realidade, organiza-os, cria situações imaginárias, elaborando seu conhecimento sobre o mundo físico e social.

O contato com a arte por meio do desenho, da pintura dos jogos, do LÚDICO faz com que a criança selecione os aspectos de sua experiência e articulado com o legado cultural e quando estimulado a criança desenvolve-a de forma progressiva e completa.

Apesar da importância da arte para criança em seu desenvolvimento, existe a questão da desvalorização da disciplina de artes sendo inferiorizada em relação às outras disciplinas.

A formação de professores de artes é atípico, diferente de outras licenciaturas, pois ela só foi considerada realmente uma disciplina no currículo escolar com a designação na última LDB, em 1996.

Por todos esses motivos que a Pirim Plin Plin trabalha e explora a ARTE e as demais atividades sempre através do LÚDICO desde BERÇÁRIO AO PRÉ, nossos materiais Didático do Sistema de Ensino Dom Bosco é composto de apostila de Artes desde 1 (um) ano de IDADE.

snapchat-1777569842 snapchat-2142545912