Arquivo mensais:fevereiro 2017

Como ajudar a criança a ler com fluidez

Vai aí dicas importantes!

dicas-para-que-as-crianas-aprendam-a-ler

Lemos para compreender e de nada nos serve ler muito rápido se não entendermos o que estamos lendo. Também é certo que ler com muita lentidão pode ser chato e dificultar a compreensão. Por isso, dizemos que um leitor eficaz é o que lê com fluidez adequada ao texto que tem à sua frente, e compreendendo o que está lendo.

Se você quiser incentivar ao seu filho para que aprenda a ler de forma fluida, entendendo o que lê, aqui você tem alguns conselhos.

 

dicas-para-que-as-crianças-aprendam-a-ler A

Existem diferentes fatores que vão determinar a fluidez e o nível de compreensão da leitura para cada criança:

1. As características próprias de cada criança: idade, personalidade, interesses: Devemos potencializar, estimular e aproveitar ao máximo as capacidades dos nossos filhos, seus pontos fortes e ao mesmo tempo oferecer-lhes leituras adequadas e cativantes para eles. Tente fazer com que seus filhos leiam todos os dias um pouco. Dessa maneira irão criando um hábito de leitura.

2. O método de ensino: É fundamental que o método de ensino da leitura que se esteja utilizando em cada momento seja gostoso, estimulante e motivador para a criança e para quem ensina.

3. O ambiente familiar e escolar: Geralmente as crianças que estão acostumadas a ouvir contos dos pais desde pequenas, ou que pertençam a famílias que gostem de ler, como pais e irmãos que lêem com frequência, podem se converter em melhores leitores. É bom que vejam como seus pais e irmãos se divertem lendo e, além disso, comentam o que estão lendo.

O uso abusivo da televisão ou dos videogames pode influenciar negativamente a leitura, já que sobra pouco tempo para ler e porque acaba recebendo passivamente a informação que sai de uma tela e fica mais cômodo do que ler. Acabam se tornando crianças conformistas.

4. A apresentação e o conteúdo das leituras: o argumento, as ilustrações, o tipo de letra e o assunto devem ser de acordo com a etapa leitora de cada criança. Hoje em dia dispomos de muitos livros em diferentes formatos entre os que podemos escolher dentre os quais podemos escolher os mais adequados para cada pessoa. O querer ler e fazê-lo habitualmente depende das capacidades e gostos do leitor, mas também de um modo notável da leitura que é oferecida à criança.

O ideal é oferecer uma leitura em que tanto a apresentação como o conteúdo sejam os mais atrativos, interessantes e adequados à capacidade, interesse e necessidades de cada criança. Por isso, é muito importante levarmos em conta os seus interesses e preferências.

5. Leve a criança a uma biblioteca pública: É interessante ter bons livros em casa, mas também a biblioteca pública é um lugar ideal e que nos oferece a oportunidade de buscar livros de todo tipo. À medida que a criança vai desenvolvendo seus interesses e preferências terão mais interesse em escolher seus próprios livros. Não devemos nos esquecer de criar nossos próprios contos, ajudados pelas novas tecnologias. Existem numerosas aplicações informáticas criadas para esse fim.

6. Potencializar a capacidade de compreensão da leitura: Quando lemos um livro ou um conto, podemos fazer uma leitura conjunta do mesmo. Primeiro a gente lê um parágrafo e contamos com nossas palavras o que lemos, e em seguida nosso filho lerá outro parágrafo e fará o mesmo. Será muito mais interessante e divertido se fizermos com dramatismo, dando ênfase nas vozes dos personagens, no ritmo e na melodia.

David González Montero